Nossos Advogados conquistam decisão favorável em processo contra cirurgião plástico

       Nesta quarta-feira (22), foi proferido o acórdão que afasta toda a condenação ao profissional S.M.X; a causa, segundo a pretensão inicial da paciente, estava estimada em aproximadamente R$ 180 mil

 O escritório Raul Canal Advogados conquistou uma decisão extremamente favorável na ação ajuizada contra um cirurgião plástico. O cliente é acusado de negligência médica, em decorrência da ruptura de uma prótese mamária dois anos após a realização da cirurgia. Nesta quarta-feira (22), foi proferido o acórdão que afastou toda a condenação ao profissional S.M.X, demandado no processo junto com a Johnson & Johnson (fabricante da prótese mamária) e a Sul América (plano de saúde).

 

 Em primeira instância, os três demandados foram condenados solidariamente a pagar danos materiais, cirurgia reparadora e danos morais. O laudo técnico da fabricante dificultou a defesa do processo, já que ele foi produzido de forma unilateral e apontava suposta perfuração da prótese por instrumental cirúrgico, situação que teria acontecido no momento do implante. Após a produção do parecer a fabricante destruiu a prótese, impossibilitando a realização da perícia judicial no material.

 

 Com isso, a equipe especializada em Direito Médico do Raul Canal Advogados, composta pela Dra. Érica Lira, Dr. Walduy Fernandes e Dra. Yukary Nagatani elaboraram uma apelação e despacharam com o relator do processo, desembargador Sérgio Rocha, que retirou o processo de pauta em outubro de 2016 para fazer novo voto.

 

 Ontem (22), a Dra. Yukary Nagatani esteve no tribunal e, após sustentação oral, conquistou uma decisão que afastou toda a condenação em relação ao médico S.M.X, enquanto a Johnson & Johnson foi sentenciada a pagar danos materiais e morais e a Sul América a pagar o custeio da cirurgia reparadora. A causa, segundo a pretensão inicial da paciente, estava estimada em aproximadamente R$ 180 mil.